D.D Brasil Consultoria

Big Data

Um dos assuntos mais atuais é o Big Data, uma expressão genérica usada para descrever o crescimento exponencial, a variedade e a velocidade de recuperação de informações estruturadas e não estruturadas. O conceito não é novo. Já se fala de big data há pelo menos 10 anos. Mas a questão agora é como usar gerencialmente – e de forma inteligente – um volume tão elevado e complexo de dados.

Social_Enterprise_and_Big_DataO surgimento explosivo das mídias sociais, o comércio eletrônico, as transações financeiras online, o crescimento dos dados vindos de sensores, serviços de vídeo e áudio, buscas eblogs…. tudo isso deixou à disposição de todos uma massa gigantesca de dados porém desestruturada, em diversos formatos distintos e, em boa medida, textual ou puramente qualitativa. Há estimativas que apontam que 80% das informações que circulam online não são de natureza numérica.

Absorver e tratar essa montanha de dados implica em se determinar quais desses dados são relevantes para a atividade empresarial e como criar valor a partir dessa relevância. Implica também em capturar o sentido das informações não numéricas, algo que provavelmente só se consegue eficazmente com uso de neurocomputação.

big-dataHá infinitos exemplos de usos possíveis de big data e o Google é um caso exemplar. A grande maioria dos serviços disponibilizados pelo Google, dos mapas online à pesquisa de vídeos no Youtube, deriva de formatos inteligentes de estruturação e recuperação de informação dentro desse universo gigantesco de dados existentes.

Talvez o maior desafio de todos seja como transformar as mídias sociais – notadamente Facebook,  Twitter e Youtube– em fontes de informação qualitativa válidas para uso profissional.  Os dados são impressionantes. Apenas em 2010, o Facebook compartilhava 60 bilhões de fotos, ocupando 1,5 Petabytes de espaço em disco (1 petabyte = 1 milhão de gigabytes). O que o Youtube armazena em 60 dias equivale à programação de 60 anos de todas as emissoras abertas de TV dos EUA – juntas. E estes dados já estão defasados em quase 3 anos.

Os problemas são muitos e diversos:

  • como entender corretamente o significado do texto, abstraindo ironias, erros gramaticais, abreviaturas, linguagem chula, expressões coloquais, etc?
  • como capturar informações pessoais sem invadir a privacidade das pessoas?
  • Como eliminar spams, propagandas, gerenciamento de marketing e outros tipos de interferência deliberada introduzida nas redes sociais por hackers, empresas comerciais e gestores de presença em mídia online?
  • Como tratar metadados? 

Há 7 tipos de informação que podem ser capturados em redes sociais

  • Perfil qualificado do usuário
  • Atualizações: os posts que as pessoas publicam regularmente
  • Comentários deixados nos posts dos amigos e até dos amigos dos amigos
  • Avaliações: como os “gostei” ou “curti”
  • Favoritos: pessoas, páginas, temas, sites
  • Mais populares: o Youtube sempre hierarquiza o resultado das buscas em função da popularidade dos arquivos
  • Metadados: título, descrição e tags associados ao texto em si

big-data-imageO monitoramento constante das redes sociais permite – teoricamente – acompanhar a evolução de um determinado tema e a reação das pessoas a ele. Um excelente exemplo foram as manifestações de rua em junho de 2013. Milhões de pessoas passaram a comentar sobre inúmeros temas distintos, alguns manifestando inconformismo, outros criticando, outros apoiando determinadas plataformas políticas, muitos simplesmente extravazando raiva, outros tentando ver o lado positivo de tudo aquilo. Essas pessoas estavam espalhadas por todo o país, tanto em cidades grandes quanto pequenas, representavam todas as camadas sociais e étnicas do Brasil e não havia um perfil etário prevalente. Então como analisar isso tudo?

A D.D Consultoria vem trabalhando a 4 mãos com uma jovem e competente empresa de tecnologia no sentido de criar um aplicativo capaz de oferecer resposta a esta questão. Partindo de uma plataforma de geo-processamento, adicionamos um módulo de tratamento de dados em rede neural que permite compreender significados de dados em formato texto e traduzi-las em informação relevante para uso gerencial, com pelo menos as seguintes características:

  • Continuidade no tempo, permitindo criar histórico e monitorar evolução
  • Geograficamente localizada, permitindo compreender a dinâmica geográfica dos dados
  • Em tempo real
  • Associada a clusters de usuários
  • Reestruturável em função de critérios pré-definidos (exemplo: com corte por cidade ou perfil de comportamento)

Imagem1Uma aplicação em fase final de desenvolvimento é política. Candidatos em campanha e políticos já eleitos podem agora monitorar, em tempo real, a repercussão de um tema, uma declaração, uma proposta ou qualquer outro tipo de manifestação de seu interesse, principalmente aquelas que acontecem nas mídias sociais. Gestores públicos podem capturar demandas, reclamações ou insatisfações da população e acompanhar a evolução da opinião pública. Suporte positivo, contribuições, ideias, sugestões e agendas de trabalho que surjam espontaneamente na mídia são também capturáveis. Os resultados surgem na forma de relatórios visuais em tempo real, com suporte analítico periódico e a um custo muito mais em conta do que pesquisas ad hoc convencionais

Aplicações futuras estarão direcionadas para empresas privadas, como varejistas, prestadores de serviços públicos e bancos. 

A D.D Consultoria de Negócios é uma butique de consultoria voltada para assuntos gerenciais e estratégicos com 18 anos de experiência no mercado brasileiro. Nossa carteira de clientes inclui empresas de grande e médio portes, em todo o país. Estamos localizados em São Paulo e temos escritórios parceiros em Recife, Salvador e Porto Alegre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 19/11/2013 por em Estratégia, Inovação, Redes Sociais, Tendências.
%d blogueiros gostam disto: