D.D Consultoria de Negócios

Ética – Excelência – Inovação

Uma única mudança determinará o futuro do Brasil

A grande maioria dos problemas brasileiros deriva de 3 males com raízes históricas que precisam ser urgentemente corrigidos. E a correção implica em uma mudança cultural profunda. Todos sabemos que mudanças culturais não ocorrem da noite para o dia, especialmente quando está-se referindo a uma sociedade inteira. Portanto, não há tempo a perder. Quando mais cedo nós nos conscientizarmos que estes três fatores culturais precisam ser profundamente discutidos e modificados, melhor para o futuro do país. Sem essa mudança, o Brasil continuará navegando em águas turvas:

Todos são desonestos: a gigantesca burocracia brasileira está diretamente relacionada às nossas origens. Durante séculos este país foi colonizado por indivíduos inescrupulosos, quando não degredados, cujo único propósito era explorar a terra e enriquecer. Ao rei só interessavam os impostos. As únicas leis que existiam eram as que atendiam à conveniência dos colonizadores. Ao povo só restava desenvolver subterfúgios para defender o que era seu ou garantir o mínimo para si próprio. Valia a regra do cada um por si, Deus por todos. Resultou disso a cultura de que o governo impõe as leis que lhe interessam, tomando por norma que ninguém as irá cumprir. Então toca a exigir documentos, assinaturas, reconhecimentos de firma, registros de toda ordem, inscrições, comprovações, validações, revalidações, etc. O princípio de que todos são desonestos precisa ser eliminado e substituído pelo seu oposto: todos são honestos até prova em contrário. Vale a declaração e a boa-fé. Essa é a maior mudança cultural que este país precisará passar

Empresário enriquece roubando: mais um elemento cultural diretamente ligado às nossas origens. Os “empresários” originais eram os próprios colonizadores, que eram também os donos do poder, legisladores e juízes. Até hoje é parte do imaginário popular brasileiro que todo empresário é poderoso, amigo de político e acima da lei, enriquecendo às custas de falcatruas. É verdade que uma quantidade grande de políticos tem seus próprios negócios e que existem empresários que fazem negócios obscuros apoiados em relações privilegiadas. Entretanto, há cerca de 6 milhões de empresas abertas no país (sem contar os MEI – micro empreendedores individuais), dos quais uma quantidade mínima está associada a indivíduos detentores de funções públicas. A esmagadora maioria dos empresários, bem como a maior parte do recolhimento fiscal e da geração de empregos, vem de empresas que lutam para sobreviver em um ambiente altamente desfavorável à iniciativa privada.

O governo é responsável pelo bem-estar e prosperidade das pessoas: novamente temos algo que nos remete ao passado. Para sobreviver e prosperar na colônia era fundamental ser amigo dos donos do poder, que legislavam em prol de si e dos protegidos. O que restou desse período no inconsciente coletivo é que o governo tem o poder de garantir o bem estar de todos. Em pleno século 21, essa crença é infantil. Em qualquer país desenvolvido do mundo o governo é apenas um provedor de serviços básicos e garantidor da ordem econômica. Compete a cada pessoa se esforçar para prosperar na vida, seja como empresário, empregado, esportista, intelectual, artista ou qualquer outra atividade profissional que tenha escolhido. Quanto mais a sociedade pede que o governo garanta seu bem-estar via leis, regulamentos, cotas e benefícios, mais o governo interferirá nas decisões privadas do indivíduo, mais burocracia será gerada, mais impostos serão cobrados, mais poder será concedido ao governo e mais espaço será criado para corrupção

Em suma, o governo precisa confiar em nós, os empresários precisam ser revalorizados e o esforço individual deve se tornar uma obsessão nacional. Se nós conseguirmos realizar essa mudança cultural, o Brasil automaticamente enveredará por uma rota virtuosa de prosperidade econômica e social.

A D.D Consultoria é uma empresa com 22 anos de existência. Nossa carteira de clientes inclui empresas de médio e grande portes. Somos associados ao quarto mais importante Think Tank Europeu, a  The European House – Ambrosetti (www.ambrosetti.eu). Através da Ambrosetti oferecemos suporte consultivo no mundo todo além de um vasto portfolio de serviços em educação executiva, eventos corporativos e projetos a governo e empresas privadas. Consulte-nos em contato@dpontod.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 09/08/2017 por em Economia, Recessão, Sustentabildiade.

Navegação

%d blogueiros gostam disto: